Anadia 2020

ANADIA 2020 - A CANDIDATURA JÁ É OFICIAL

NOTÍCIAS

03 de agosto
wrapkit

ANADIA 2020 - A CANDIDATURA JÁ É OFICIAL

Cidade Europeia do Desporto é a meta

O presidente da ACES Portugal, Nuno Santos, oficializou a candidatura de Anadia a Cidade Europeia do Desporto em 2020 durante uma cerimónia realizada no passado dia 31 de julho, no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia.

Na presença de representantes de entidades oficiais, embaixadores da candidatura, federações e associações desportivas, e outros convidados, Nuno Santos entregou à presidente da Câmara Municipal de Anadia, Maria Teresa Cardoso, a placa que torna oficial a candidatura iniciada em março de 2017, com a submissão de uma carta de intenção.

Após a exibição do vídeo que ilustra o percurso já trilhado pela candidatura, coube a Jorge Sampaio, vereador com o pelouro do Desporto, apresentar o trabalho que Anadia vem realizando em matéria de desenvolvimento e de promoção da atividade física e desportiva. Dirigindo-se ao presidente da ACES Portugal, deixou bem evidente o empenho da autarquia e do concelho perante o desafio que lhes é lançado pela candidatura, e, neste âmbito, destacou a colaboração das associações e federações desportivas, dos atletas, dos treinadores, e ainda o apoio das entidades da região – CIRA, Turismo Centro de Portugal, e instituições de ensino, entre outras. Ir para além de 2020 é o grande objetivo da autarquia, que vê na candidatura uma oportunidade para iniciar “um novo paradigma daquilo que é o desporto municipal”, e que passa por uma forte aposta na formação e no apoio aos clubes, ou seja, “um novo modelo de organização do desporto em Anadia”. No final, o vereador descreveu a postura de Anadia nesta corrida como “simples, lutadora, de trabalho, sempre para conquistar e para ganhar”, e rematou afirmando que “em Anadia, quando trabalhamos e quando queremos, merecemos sair vencedores”.

Seguiu-se a intervenção de Delmino Pereira, presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, que falou sobre a nova casa que o Ciclismo encontrou no concelho de Anadia, destacando as excelentes condições aí proporcionadas ao desporto de alto rendimento, mormente às federações residentes no Centro de Alto Rendimento de Anadia / Velódromo Nacional, em Sangalhos. Salientou também a importância da candidatura para o trabalho que vem sendo feito em prol da promoção do “Desporto para Todos”, considerando ser importante levar a atividade física e desportiva a toda a população.

A primeira surpresa da tarde foi a intervenção de Toni, futebolista e treinador, que, a partir do Kuwait, participou na cerimónia, em direto, via Skype. Começando por frisar que esta candidatura “é para ganhar”, Toni lamentou não poder estar fisicamente presente no evento e mostrou-se honrado por ter sido convidado para ser um dos embaixadores da candidatura Anadia 2020. Realçou a sua ligação ao concelho, já que é natural de Mogofores, e elogiou as condições que Anadia oferece para a prática desportiva, a qualidade de vida que proporciona, e a hospitalidade tão característica da região. Terminou, afirmando que “quando acreditamos, ganhamos”.

Teófilo Fernando, que conduziu toda a cerimónia, revelou em seguida os nomes daqueles que já aceitaram ser embaixadores da candidatura: Aurora Cunha, Nélson Oliveira, Nuno Dias, Sandra Semedo, Ivo Oliveira, Rui Oliveira, Marco Chagas, Joaquim Gomes, , João Tomás, Gonçalo Uva, Orlando Simões, João Rolo, Nuno Ferrão, Ana Catarina Neves, João Janeiro, Telmo Pinão, Rui Rodrigues, Simão Neves, Inês Spínola, Armando Marques, Carlos Carvalho, Rafael Santos, Gonçalo Almeida, Rui Cordeiro, e Inês Lopes. De entre as várias mensagens de apoio já recebidas pela equipa responsável pela candidatura, foi divulgada aquela que, bem ao seu estilo, João Ricardo Pateiro, editor de desporto da TSF, endereçou a Anadia.

A Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal marcou também presença, tendo Pedro Machado, o seu presidente, assumido a candidatura como regional, considerando-a uma bandeira para unir um território. Conferindo-lhe a chancela da entidade que representa os 100 municípios do centro do país, “que se reveem na estratégia, no modo de fazer, nos valores que Anadia trouxe para este conjunto e onde nós queremos que saia vencedora!”. Destacou a relevância do desporto e da atividade física, que considerou um desígnio da região e em cujo âmbito a vitória de Anadia será importante, dados os efeitos colaterais que poderá ter para os restantes concelhos, uma vez que pode contribuir para equilibrar a dicotomia entre as duas grandes áreas metropolitanas do país ou entre o litoral e o interior, e para que “o país cresça como um todo, para que não continue a crescer inclinado para o litoral ou para sul”. “Esta candidatura é um contributo para esta coesão territorial e social!”, frisou.

Maria Teresa Cardoso, presidente da Câmara Municipal de Anadia, demonstrou a sua satisfação pela oficialização da candidatura e pelo seu significado: o reconhecimento de que Anadia tem condições para ser Cidade Europeia do Desporto. Lembrando que é o único concelho do centro do país “que se perfila na linha de partida”, a edil afirmou que Anadia irá “correr até à meta com uma candidatura que espelha aquela que tem sido a nossa ação em prol do desporto e da atividade física, ou seja, uma candidatura aglutinante, inclusiva, congregadora de esforços e de vontades, e imbuída de “fair play”, ao serviço dos princípios e dos valores que consubstanciam o “espírito olímpico””. Considerou a candidatura como o corolário do trabalho que o município desenvolveu ao longo dos anos e que lhe permite honrar a sua história, apoiar o tecido associativo, estabelecer e consolidar parcerias, relevar o investimento em equipamentos desportivos, contribuir para projetos em diferentes escalas e âmbitos, e ampliar a importância da atividade física e desportiva junto da população, com vista ao seu bem-estar e qualidade de vida. Frisou ainda que esta candidatura “não resulta de um entusiasmo súbito e de última hora, que não se trata de um aproveitar de maré com correntes aparentemente fracas, que não é um projeto sem conteúdo”. A terminar, e “porque estamos em Anadia e na Bairrada, ousaria comparar uma Cidade Europeia do Desporto a um vinho de excelência”, estabelecendo um paralelo entre as fases do procedimento de candidatura e as da produção de um bom vinho.

No final, o presidente da ACES Portugal usou da palavra para explicitar a tramitação do procedimento de candidatura e respetivos critérios de avaliação, e reconhecer a forte aposta de Anadia neste domínio. Teceu algumas considerações acerca dos passos já dados, revelando ter ficado “um pouco surpreendido por toda esta vontade que Anadia tem em ser Cidade Europeia do Desporto”. Ao elencar as próximas fases da candidatura, Nuno Santos anunciou que os oito elementos que integram o Comité de Avaliação da ACES Europe estarão em Anadia de 30 de outubro a 2 de novembro próximos, e que a decisão, a ser tomada em dezembro, será anunciada em janeiro de 2019, em Portimão.

A cerimónia encerrou com a entrega da placa que oficializa Anadia como candidata a Cidade Europeia do Desporto em 2020, sinal de que Anadia cumpriu os respetivos procedimentos “com valor e com o reconhecimento por parte da ACES Europe”, e também com a entrega, pela Câmara Municipal de Anadia, uma bandeira da candidatura a cada associação desportiva do concelho.